Conte Sua História

Com as portas fechadas, sítio em Mairiporã apostou no marketing digital

Empreendedora Juliana Branco Fernandes investiu no site, canais de comunicação e tours virtuais nas redes sociais

O Sítio Florentino foi fundado em janeiro de 2001, depois que meu pai, ‘seu’ Florentino, recebeu uma indenização de direitos trabalhistas após ter sido funcionário de uma empresa por 40 anos. O terreno, até então, era só mato. Ele começou a construir o espaço primeiro com uma piscina e uma churrasqueira e depois as outras coisas vieram ao longo do tempo. 

O nosso espaço está localizado em Mairiporã, próximo a um ponto turístico que é muito visitado, o Pico do Olho d’Água. Inicialmente, o sítio era utilizado como um espaço de confraternização pela nossa família, mas vários amigos nossos começaram a pedir o sítio emprestado, algumas pessoas usavam e deixavam desorganizado. Então meu pai transformou esse espaço em negócio em parceria com um buffet. Eles se tornaram sócios e começaram a trabalhar no local até dezembro de 2018. Nessa época, passamos por um momento bastante difícil devido a um surto de febre amarela na cidade, e com isso os negócios de eventos da região foram bastantes afetados. Nossos parceiros do buffet acabaram saindo para fazer eventos em outras cidades e o espaço ficou vazio. 

Em janeiro de 2019, veio a oportunidade de assumir o sítio. Meu marido, Oislan, havia sido demitido e meu pai viu que aquele seria um bom momento para nós assumirmos. Eu já trabalhava com os antigos sócios e tinha a experiência de trabalhar na área de eventos desde os 15 anos de idade. 

Nosso carro-chefe são os casamentos, pois é o que temos uma procura maior, mas temos outros pacotes, como os de formatura, eventos de terceira idade, entre outros. Oferecemos também pacotes de Natal, Ano Novo e feriados, pois no local temos acomodações em flats e esse é um dos nossos diferenciais, hoje podemos acomodar até 50 pessoas. Em relação aos pacotes corporativos, temos várias empresas que são clientes cativas no final de ano, então dezembro é um mês que costumamos vender apenas para empresas. Hoje, nossos clientes nos procuram para locação, mas quando precisam de buffet nós indicamos alguns fornecedores, pois temos alguns contatos de confiança.

Em relação aos casamentos, a nossa cereja do bolo é uma réplica da igreja dos Arautos do Evangelho. Como eu e meu pai somos devotos, essa réplica foi construída pelo próprio pessoal dos Arautos do Evangelho por meio de um pedido do meu pai, mas independentemente da religião dos noivos nós realizamos os casamentos.

O Sebrae-SP está sendo determinante para salvar a pele da empresa nesse momento de crise, já que ressaltou para a gente a importância da presença digital com um site, canais de comunicação e também os tours virtuais que fazemos nas redes sociais. Esses tours foram fundamentais para a gente fechar eventos futuros. Embora a gente
já tenha uma experiência na área comercial, na parte administrativa e na parte financeira, vejo que o marketing digital é um dos pontos de maior importância em uma empresa.

Para o retorno das atividades, a primeira coisa que estamos pensando é na segurança sanitária, pois isso é o que trará a segurança aos nossos clientes. Temos a ideia de fazer espaçamento maior entre as cadeiras e diminuir a quantidade. Sabemos que muitas coisas vão mudar e teremos de ir reaprendendo com o tempo, além de apreender novas formas de empreender.

A dica que dou a todos empreendedores, sejam da área de eventos ou não, é que nesse momento devemos nos reinventar. Sabemos que o brasileiro é muito bom nisso e sabemos que logo, quando tudo isso passar, nos tornaremos mas inteligentes e mais práticos para lidar com outras situações.”

*Estagiário sob supervisão dos editores

Tags: Conte sua historia