Nota oficial do presidente do Sebrae-SP, Tirso Meirelles

Tirso Meirelles parabeniza o Governo Federal pelas medidas anunciadas para combater e minimizar os efeitos da pandemia da covid-19 na economia, mas vê com preocupação que uma das fontes dos recursos tenha impacto direto nas atividades do Sistema S

O presidente do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), em São Paulo, Tirso de Salles Meirelles, parabeniza o Governo Federal pelas medidas anunciadas nesta segunda-feira, 16/3, que somam cerca de R$ 147 bilhões, para combater e minimizar os efeitos da pandemia da covid-19 na economia brasileira. Entretanto, vê com preocupação que uma das fontes dos recursos tenha impacto direto nas atividades do Sistema S, drenando 50% das suas contribuições pelos próximos três meses, sob a justificativa de aliviar a folha de pagamento do setor produtivo privado.

É importante reiterar que as entidades que integram o Sistema S trabalham vertentes importantes para o fortalecimento do processo de crescimento econômico do Brasil, seja em períodos tranquilos, seja em tempos de crise. No caso do SEBRAE em São Paulo, a retirada tempestiva de recursos vai afetar sobremaneira as ações planejadas de orientação, capacitação, promoção comercial e crédito orientado.

O Estado de São Paulo abriga 4,2 milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs) e micro e pequenas empresas, que ocupam quase 10 milhões de pessoas e são responsáveis por 27% do Produto Interno Bruto. Nesse momento de pandemia, a maioria desses negócios sofrerá abalo em suas receitas. É missão da entidade minorar tais efeitos, reforçando suas atividades de consultoria e educação. Em 2020, está previsto o atendimento a mais de um milhão de pequenos negócios.

Nesse momento de crise, pedimos que a equipe econômica e os parlamentares também cumpram seu papel social, buscando outras fontes para elevar o montante de recursos destinados ao combate à pandemia e reestruturação da economia, como a rápida aprovação das reformas estruturantes, em especial a tributária e a administrativa, o corte de recursos do fundo partidário e a real simplificação no acesso ao crédito produtivo.

O SEBRAE renova o compromisso com os empreendedores de seguir apoiando os pequenos negócios por meio do atendimento online apesar do corte de recursos para a entidade, “porque maior do que nossa responsabilidade é a nossa missão”, conclui Tirso Meirelles.